FAQ

  • Quais as vantagens de um serviço de teste?

Um serviço de teste permite prevenir a ocorrência de defeitos, fazendo com que o nº total de defeitos a corrigir num projeto seja menor.

Adicionalmente, como os defeitos são detetados próximo do momento em que são produzidos, o custo médio unitário de correção é menor. Como se sabe, quando mais perto da entrada em produção se estiver, maior o custo de correção.

Por fim, dado que a poupança que se verifica no esforço de correção é maior que o investimento, este tipo de serviço paga-se a ele próprio.

  • Porque não usar um programador ou analista como testador?

À luz da rentabilidade de um projeto, parece ser mais adequado usar um programador ou analista como testador pois permite aumentar a flexibilidade do Gestor de Projeto na alocação dos seus recursos.

Contudo, um programador ou analista encara a atividade de teste como uma atividade não especializada, e faz o teste pela positiva, para mostrar que funciona. Não se dedica ao teste pela negativa, para mostrar onde não funciona.

Além disso, como a pressão do Gestor de Projeto está em cumprir prazos, quando o projeto se atrasa, o programador que estava dedicado aos testes, interrompe e regressa à programação.

Quando isto acontece, todos os benefícios associados à prevenção de defeitos desaparecem, porque a atividade de teste fica suspensa.

Para além dos fatores enumerados, existe ainda um aumento gradual e sistemático da complexidade dos sistemas de informação, exigindo que o teste seja efetuado por uma equipa dedicada para esse efeito. Não raras vezes, a equipa de testes da WinTrust detém um conhecimento global e transversal superior a qualquer elemento da equipa de desenvolvimento, pois é um papel que não é natural para um analista: ele dedica-se a um sistema ou grupos de sistemas e não tem a preocupação de entender os processos de forma transversal (end-to-end).

Logo, a melhor forma de ter os seus sistemas testados de forma transversal é ter uma equipa de testes independente.

  • Qual o investimento necessário?

Para software desenvolvido à medida, o investimento situa-se na ordem dos 10% do orçamento do projeto e o retorno do investimento situa-se entre 15% a 25% do mesmo valor. Neste retorno do investimento contabiliza-se apenas a poupança no esforço de correção de defeitos. Para ser rigoroso, dever-se-ia considerar os custos de imagem e/ou perda de proveitos por inoperância dos sistemas de informação.

  • Como é que a WinTrust consegue validar se não conhece o meu negócio?

A WinTrust conhece o negócio da mesma forma que a equipa de programadores tem que o conhecer: através dos requisitos.

Para além de garantir uma atualização dos requisitos, esta abordagem apresenta como vantagem adicional a garantia que também são validados quanto a erros ou omissões. Se houver um erro ou omissão, essa deteção ocorre geralmente antes do desenvolvimento se iniciar e, por conseguinte, estamos a prevenir o surgimento de defeitos com origem na má qualidade dos requisitos.

 

Com o apoio: